Futebol

Zidane retorna ao comando do Real Madrid dizendo: “Tive várias propostas, mas quis voltar”

Zidane deu a sua primeira entrevista coletiva, nesta segunda-feira (11), após o seu retorno ao comando técnico do Real Madrid. O francês disse que recebeu outras propostas, mas que não teve dúvidas sobre o seu retorno. Também comentou sobre a sua passagem passada no clube e os motivos de sua saída. Por fim, exaltou o clube e ressaltou a vontade de comandar a equipe. Confira abaixo os melhores momentos da coletiva. As informações são do site Lance! e da Gazeta Esportiva.

Outras propostas

Quero ser claro. Fui embora no momento certo. Os jogadores e o vestiário precisam disso. Não gostei de sair, mas acredito que, depois de dois anos e meio, ganhando, algo deveria mudar. Eu tive várias propostas, mas não quis ir para outras equipes, queria estar aqui.”

Recomeço

É um dia especial para todos. Estou muito feliz de voltar para casa. Quero trabalhar e botar esse clube aonde ele deve estar. Amanhã já começo a trabalhar. Estou contente de retornar.”

Motivos da saída

Eu deixei o clube porque necessitava fazer. O elenco precisava de uma mudança após ganhar tudo. O clube precisava mudar. Florentino me chamou e como gosto muito do Real Madrid, estou aqui. Há oito meses que tenho gana de voltar a treinar. No final da temporada, tomei essa decisão para o bem de todos.”

Parte do clube

Em nove meses não dei uma entrevista. O que posso dizer é que quando o presidente me chamou, não pude dizer que não. Eu estava fora, mas era como se estivesse dentro. Não fiquei contente como as coisas aconteceram.”

A volta

Não penso que posso manchar a minha imagem anterior. Meu coração me disse que descansou esses meses. Há quatro meses atrás, talvez, tivesse sido diferente. Mas agora é uma boa hora para voltar.”

Competitividade

A partir de amanhã [hoje] quero estar com os jogadores. Vi toda a temporada e eles sabem que foi um ano difícil. O futebol é assim. Mesmo estando de fora, vi que foi difícil. Agora tenho que estar com eles e seguir trabalhando. Para sermos outra vez competitivos.”

Turbulência

Leia:  Justiça de São Paulo volta a autorizar penhora da taça do Mundial de Clubes do Corinthians

Desde sua saída, a equipe de Madri vive uma grande turbulência. Julen Lopetegui, contratado para substituir o francês, teve uma breve passagem e não obteve bons números, em 14 jogos, venceu seis, empatou dois e perdeu seis. Então técnico do Real Castilla, equipe B do Real, Santiago Solari assumiu o comando técnico da equipe principal e teve um começo muito bom, tanto que foi efetivado no cargo em novembro.

Porém a eliminação nas oitavas de final da Liga dos Campeões, para o Ajax, na última terça-feira, nas quartas de final da Copa do Rei para o rival Barcelona e a humilde terceira colocação no Espanhol, com 51 pontos, 12 a menos que o líder Barça, limaram seu espaço no clube. Apesar de não ter grandes projeções para esse final de ano, o comandante francês quer terminar bem a competição nacional e já visa a próxima temporada.

Vamos mudar as coisas e devemos fazê-lo para o próximo ano. Temos tempo para fazer o que precisa ser feito com o clube, mas agora restam 11 jogos e queremos terminar bem”, concluiu Zinédine Zidane.

Na próxima rodada da competição nacional, o Real encara o Celta de Vigo em casa, no Santiago Bernabéu, no sábado, dia 16, às 12h15 (de Brasília).

O CatanduvasMais é um agregador de notícias, logo todo o conteúdo desta notícia é de responsabilidade do Jornal O Sul.

Deixe sua opinião:

pessoa(s) deixaram sua opinião. Sua opinião é muito importante, participe!