Futebol

Um incêndio atingiu o alojamento do Bangu. Dois jogadores foram encaminhados para o hospital

Na tarde desta segunda-feira (11), mais um incêndio atingiu o futebol carioca. Após o treino da manhã, os jogadores do Bangu descansavam no alojamento do CDA (Comissão de Desportos da Aeronáutica), localizado em Campo dos Afonsos, na Zona Oeste do Rio, quando um quarto começou a pegar fogo. Dois atletas foram encaminhados para o Hospital da Aeronáutica, e um deles recebeu alta no início da noite.

Inicialmente, a assessoria de imprensa do Bangu informou que três jogadores haviam ido ao hospital, mas posteriormente a Aeronáutica avisou que dois atletas estão internados.

Segundo a assessoria de imprensa do Bangu, os casos não são graves. Diego Casco, lateral-esquerdo de 18 anos, recebeu alta no início da noite. Já Mattheus Rocha, também de 18 anos, foi encaminhado para o CTI por precaução por ter inalado mais fumaça.

O incêndio durou cerca de 10 minutos e foi controlado pelos Bombeiros com ajuda de três soldados da Aeronáutica. Os jogadores não sofreram queimaduras, e foram hospitalizados por conta da fumaça inalada.

Todos os outros atletas que estavam no local no momento do fogo também passaram por exames, mas já foram liberados. As causas do incêndio ainda estão sendo investigadas pela Aeronáutica.

A equipe da Zona Oeste vem realizando suas atividades no CDA, que abriga estruturas como o Centro Olímpico de Treinamento da Aeronáutica e recebe atletas de vários países.

O Bangu quase se classificou para a semifinal da Taça Guanabara. Com sete pontos ganhos, perdeu a vaga na última rodada na derrota por 3 a 0 para o Resende. Na classificação geral da competição, a equipe aparece na sexta posição.

Flamengo

O Flamengo anunciou nesta segunda que Cauan Emanuel, de 14 anos, recebeu alta hospitalar. Outros dois jovens seguem internados no Hospital Vitória.

Leia:  O Grêmio enfrenta o Brasil de Pelotas pelo Gauchão neste domingo

Os outros dois jogadores que estão internados são Francisco Dyogo e Jhonata Ventura. O chefe do Departamento Médico do Flamengo, Dr. Márcio Tannure, e o médico das categorias de base do clube, Dr. Mauro Fonseca, além do clínico cardiologista do Hospital Vitória, responsável pela internação dos meninos, Dr. Fernando Bassan, acompanham a evolução dos quadros.

“O atleta Francisco Dyogo segue em curva de melhora, mas continua com demandas ventilatórias de oxigênio e ainda precisa de suporte com cateter nasal; por conta disso permanece internado no CTI” relata o comunicado do Flamengo.

Sobre o jogador Jhonata Ventura, o boletim indica uma melhora no quadro médico. “O menino segue aos cuidados de terapia intensiva do CTI do Centro de Tratamento de Queimados do Pedro II. Os médicos do clube, Drs. Luiz Claudio Baldi e Serafim Borges acompanham a situação do atleta.”

O CatanduvasMais é um agregador de notícias, logo todo o conteúdo desta notícia é de responsabilidade do Jornal O Sul.

Deixe sua opinião:

pessoa(s) deixaram sua opinião. Sua opinião é muito importante, participe!