Santa Catarina

Justiça determina que União comprove medidas para construção de UBS em terra indígena de Abelardo Luz

União tem prazo de 15 dias para comprovar que está tomando providências para iniciar as obras. Caso a decisão não seja cumprida, a multa diária aplicada será de R$ 1 mil. Justiça Federal determina construção de posto de saúde em aldeia indígena do Oeste de SC
A Justiça Federal intimou a União para comprovar, no prazo de 15 dias, que está tomando providências para dar início às obras de construção da Unidade Básica de Saúde (UBS) da terra indígena Toldo Imbu, em Abelardo Luz, no Oeste catarinense. A ação do Ministério Público Federal (MPF) apontou a inadequação das condições dos serviços de saúde na aldeia.
Caso a decisão, do último dia 28, não seja cumprida, a multa diária aplicada será de R$ 1 mil. A cobrança da multa só será suspensa com o início das obras comprovado. O valor da multa deverá ser revertido para a UBS e a aplicação deverá ser fiscalizada diretamente pelo MPF.
De acordo com a decisão, o processo de construção da UBS já se estende desde 2014. Por isso, a comunidade indígena segue sem atendimento médico adequado.
“O direito à saúde é garantia constitucional e deve ser prioridade do ente estatal responsável, o que por si só já garante o caráter de urgência ao cumprimento da decisão judicial e determina a presença do dano à comunidade indígena pela falta de um posto de saúde em condições adequadas presumido nos autos”, diz o documento.
O G1 entrou em contato com a Advogacia-Geral da União (AGU) e aguarda um posicionamento sobre o caso.
Veja mais notícias do estado no G1 SC

O CatanduvasMais é um agregador de notícias, logo todo o conteúdo desta notícia é de responsabilidade do G1.

Deixe sua opinião:

pessoa(s) deixaram sua opinião. Sua opinião é muito importante, participe!

Leia:  Primeiros ensaios técnicos das escolas do grupo especial de Florianópolis começam neste domingo