Política

Justiça bloqueia R$ 39 milhões de Geraldo Alckmin e executivos da Odebrecht



As coisas não andam nada fáceis para Geraldo Alckmin. Além de ter sido derrotado nas eleições de 2018, o tucano ainda segue sendo investigado por improbidade administrativa.

A 13ª Vara da Fazenda Pública de São Paulo, por meio de decisão do juiz Alberto Alonso Muñoz, bloqueou R$ 39,7 milhões em bens de Geraldo Alckmin e cinco ex-diretores da Odebrecht.

Os seis se tornaram réus por improbidade administrativa num processo que apura repasses de R$ 7,8 milhões por parte da empreiteira para Alckmin durante a campanha de reeleição de 2014 ao governo do Estado de São Paulo. Em troca Alckmin teria favorecido a construtora em seu mandato.

Com informações dO Antagonista.

O CatanduvasMais é um agregador de notícias.

Deixe sua opinião:

pessoa(s) deixaram sua opinião. Sua opinião é muito importante, participe!

Leia:  Eduardo Bolsonaro como embaixador poderia aproximar ainda mais Jair e Donald Trump