Política

Heroína: Merendeira monta barricada com geladeira e salva 50 crianças em atentado em Suzano

A heroína Silmara Cristina Silva de Morais, de 54 anos, foi responsável por salvar a vida de cerca de 50 crianças durante o atentado em Suzano nesta quarta-feira.

“Nós estávamos servindo merenda e aí começou os ‘pipoco’ e as crianças entraram em pânico. Abrimos a cozinha em começamos a colocar o maior número de crianças dentro e fechamos tudo e pedimos para eles deitarem no chão. Foi muito desesperador, porque foi muito tiro, muito tiro mesmo e era muito pânico” disse ela ao G1.

A ação de Silmara foi pontual e certeira, além de rápida, pois ela trancou a porta da cozinha na hora certa. Ela também explicou que “a cozinha é rodeada de janela. A gente deitou no chão e nós não vimos nada com medo que atirassem. Mas graças a Deus nada aconteceu com quem não estava lá. Eu arrastei a geladeira e o freezer para fazer uma barricada e ficamos atrás. A mesa viramos e fizemos um escudo para proteger as crianças. Ficamos acuados em um canto só, se acontecesse alguma coisa ele ia pegar muita gente”.

O atentado aconteceu na manhã desta quarta-feira. Dois jovens de 17 e 25 anos entraram na escola com armas de fogo e dispararam contra alunos, funcionários e professores. Até o homem foram contabilizadas 10 mortes, incluindo os atiradores. Ainda não se sabe se os agressores se mataram ao fim do atentado, ou se foram abatidos pela polícia.

Informação do MBLNews.

O CatanduvasMais é um agregador de notícias.

Deixe sua opinião:

pessoa(s) deixaram sua opinião. Sua opinião é muito importante, participe!

Leia:  CPI Lava Toga é protocolada: “O Brasil está mudando, o STF e as cortes também precisam mudar”