Política

Fernanda Lima lacra na Globo, mas é desesquerdizada pela vida real

O programa “Amor & Sexo”, comandando por Fernanda Lima, teve ontem mais um momento lacrador. Em crise de audiência – o programa tem obtido 10,6 pontos de média de Ibope, perdendo para a RecordTV praticamente toda terça-feira – o discurso desta terça (06) foi sobre “sabotagem” e “revolução”.

“Se levamos a fama, vamos sim deitar na cama. Vamos sabotar as engrenagens desse sistema de opressão. Vamos sabotar as engrenagens desse sistema homofóbico, racista, patriarcal, machista e misógino. Vamos jogar na fogueira as camisas de força da submissão, da tirania e da repressão. Vamos libertar todas nós. E todos vocês. Nossa luta está apenas começando. Preparem-se porque essa revolução não tem volta. Bora sabotar tudo isso?”, afirmou a apresentadora do programa decadente.

A vida real de Fernanda Lima, entretanto, está bem longe da “revolução” e da “sabotagem do sistema de opressão”. Em entrevista dada no ano passado ao UOL, Fernanda – que passou meses nos EUA antes de voltar ao programa – afirmou que tem “lavado tanta louça que acabou até minha unha”. E como não tinha ajudantes para “combater a submissão” caseira, teve que atuar como dona de casa. “Tudo tem sido bem simples, natural e com zero glamour. Não temos ninguém para nos auxiliar. (…) No Brasil, nós temos esse hábito de terceirizarmos tudo. A correria da vida e as circunstâncias fazem a gente ter motorista, babá, cozinheira, empregadas domésticas”, afirmou a revolucionária”.

Confira o lacre de Fernanda Lima no programa da Rede Globo e a repercussão da vida real feita pelo Balanço Geral da RecordTV:

O CatanduvasMais é um agregador de notícias, logo todo o conteúdo desta notícia é de responsabilidade do Conservadorismo do Brasil

Deixe sua opinião:

pessoa(s) deixaram sua opinião. Sua opinião é muito importante, participe!

Leia:  Deltan Dallagnol afirma que Lava Jato já acusou 347 pessoas